Alemanha imparável, Defoe e Lewandowski inspirados

A Alemanha foi este domingo ao Azerbaijão somar a quinta vitória em cinco jogos, Jermain Defoe voltou a levar a Inglaterra às vitórias e Robert Lewandowski não pára de marcar.

Mario Gomez (ao centro) comemora depois de fazer o 3-1 para a Alemanha
Mario Gomez (ao centro) comemora depois de fazer o 3-1 para a Alemanha ©Getty Images
  • Alemanha mantém registo perfeito após cinco jogos no Grupo C, Irlanda do Norte e República Checa também vencem
  • Jermain Defoe regressa com um golo à selecção de Inglaterra, que aumenta vantagem no Grupo F
  • Robert Lewandowski marca pelo décimo jogo consecutivo na Qualificação Europeia e Polónia aumenta vantagem no Grupo E
  • Próximos jogos nestes grupos: Sexta-feira, 10 de Junho
  • Outros jogos deste fim-de-semana: sábado; sexta-feira

Grupo C
Azerbaijão 1-4 Alemanha
 (Nazarov 31; Schürrle 19 81, Müller 36, Gomez 45) 
A Alemanha continua a ser, a par da Suíça, uma das duas selecções só com vitórias na qualificação. André Schürrle foi pela primeira vez titular desde Outubro de 2015 e justificou a aposta com dois golos e a assistência para Thomas Müller recolocar os alemães em vantagem. O Azerbaijão, que tem menos oito pontos que a Alemanha, ainda chegou a sonhar com outro desfecho, quando Dmitri Nazarov se tornou no primeiro jogador a marcar aos campeões do mundo na Qualificação Europeia, mas o sonho esfumou-se ainda antes do intervalo, com Mario Gomez a aumentar para 3-1 com o 30º golo pela selecção.

©Getty Images

Irlanda do Norte 2-0 Noruega (Ward 2, Washington 33)
Um golo madrugador de Jamie Ward lançou a Irlanda do Norte para um triunfo que a deixa destacada no segundo lugar do grupo, a cinco pontos da líder Alemanha, mas com dois de vantagem sobre a República Checa. Alexander Søderlund rematou ao ferro pela Noruega mas, pouco depois, Conor Washington aumentou a vantagem da equipa da casa, deixando os escandinavos apenas com os três pontos somados frente a San Marino.

San Marino 0-6 República Checa (Barák 17, 24, Darida 19 77p, Gebre Selassie 26, Krmenčik 43)
A República Checa tinha conseguido as suas duas maiores goleadas de sempre com dois triunfos por 7-0 sobre San Marino, mas desta vez fez menos um golo, apesar de ter marcado por cinco vezes na primeira parte. Os visitantes, que só tinham conseguido marcar num dos quatro desafios disputados na qualificação, fizeram este domingo quatro golos em apenas 26 minutos. Antonín Bárak bisou e conta com três golos em duas internacionalizações, pois já tinha marcado na estreia em Novembro, no empate a um golo num particular com a Dinamarca.

Grupo E
Montenegro 1-2 Polónia (Mugoša 63; Lewandowski 40, Piszczek 82) 
Robert Lewandowski marcou pelo décimo jogo consecutivo na Qualificação Europeia e ajudou a Polónia a somar a quarta vitória no Grupo E e a ficar com seis pontos de vantagem sobre os perseguidores mais próximos. O avançado do Bayern abriu a contagem com um livre soberbo, o oitavo golo que marcou na caminhada para a Rússia em 2018, Stefan Mugoša ainda empatou para a equipa da casa, mas Łukasz Piszczek fez um belo chapéu que deu o triunfo aos polacos. 

©AFP/Getty Images

Roménia 0-0 Dinamarca
A Dinamarca só terá de lamentar as muitas oportunidades desperdiçadas no final do encontro para não ter subido ao segundo posto. Christian Eriksen, Jannik Vestergaard e Martin Braithwaite ficaram perto de dar o triunfo à equipa de Åge Hareide, mas tiveram de se contentar com um nulo que os deixa no terceiro lugar, a seis pontos da líder Polónia, com a Roménia em quarta com menos um ponto.

Arménia 2-0 Cazaquistão (Mkhitaryan 73, Özbiliz 75)
Henrikh Mkhitaryan apontou o 20º golo pela Arménia e abriu caminho para o segundo triunfo consecutivo do seu país no Grupo E. O visitante Cazaquistão, último do grupo, viu Sergei Maliy ser expulso a meio da primeira parte com o segundo cartão amarelo e, pouco depois, Mkhitaryan marcou com um belo remate rasteiro. O suplente Aras Özbiliz confirmou o triunfo com um remate de primeira após um cruzamento da direita de Kamo Hovhannisyan.

©Getty Images

Grupo F
Inglaterra 2-0 Lituânia (Defoe 22, Vardy 66)
A Inglaterra conseguiu um triunfo tranquilo em Wembley e é a única selecção sem golos sofridos na Qualificação Europeia. Jermain Defoe, que voltou a ser convocado aos 34 anos após uma longa ausência, inaugurou o marcado na primeira parte - o primeiro golo que marcou ao serviço de Inglaterra em quatro anos - e Jamie Vardy, do Leicester City, saiu do banco para fazer o segundo golo da equipa de Gareth Southgate.

Escócia 1-0 Eslovénia (C Martin 88)
Chris Martin saltou do banco de suplentes para marcar a dois minutos do final e recolocar a Escócia de novo na luta, a dois pontos da Eslováquia, segunda classificada, e com apenas menos um que a Eslovénia, que caiu para terceira depois de ver terminar a invencibilidade. O estreante Stuart Armstrong assistiu Martin numa fase em que a equipa da casa parecia ter perdido a oportunidade de somar uma vitória fundamental, depois de desperdiçar inúmeras oportunidades na primeira parte, com destaque para um disparo à queima-roupa de Leigh Griffiths ao ferro.

Malta 1-3 Eslováquia (JP Farrugia 14; Weiss 2, Greguš 41, Nemec 84)
A Eslováquia teve de suar em Malta, mas subiu ao segundo lugar, à frente da Eslovénia, ficando ainda a quatro pontos da líder Inglaterra. Vladimir Weiss inaugurou o marcador para os visitantes com um belo golo mas Jean Paul Farrugia respondeu rapidamente com o primeiro golo ao serviço de Malta. Ján Greguš recolocou a Eslováquia em vantagem com um remate rasteiro de longa distância que surpreendeu Andrew Hogg. Adam Nemec fez o terceiro golo dos eslovacos depois de Farrugia ver cartão vermelho por jogar a bola com a mão, mas também ele foi expulso ao ver o segundo cartão amarelo perto do final.