Suíça continua vitoriosa, Bulgária surpreende Holanda

Um bis de Cristiano Ronaldo ajudou Portugal a vencer a Hungria e a manter a perseguição à líder Suíça, que só tem vitórias. Um empate foi motivo de festa para Andorra e a Holanda sucumbiu em Sófia frente à Bulgária.

©AFP/Getty Images
  • Suíça bate Letónia e soma quinta vitória em igual número de jogos no Grupo B; Portugal vence Hungria e mantém perseguição
  • Romelu Lukaku mantém invencibilidade da Bélgica com empate ante a Grécia
  • França continua com três pontos de vantagem sobre a Suécia no topo do Grupo A, após ambos vencerem
  • Andorra empata com as Ilhas Faroé e soma o primeiro ponto em 59 jogos de qualificação
  • Próximos jogos nestes grupos: Sexta-feira, 9 de Junho

Grupo A

Bulgária 2-0 Holanda (Delev 5 20)

Os primeiros golos de Spas Delev pela selecção inspiraram a Bulgária rumo a um triunfo que a fez ultrapassar a formação "laranja" no terceiro posto. O avançado do Pogoń Szczecin aproveitou um erro de Matthijs de Ligt, estreante de 17 anos, e abriu cedo o marcador, antes de bisar com uma finalização de classe. Os holandeses dominaram a etapa complementar mas não conseguiram evitar o desaire.

Luxemburgo 1-3 França (Joachim 34pen; Giroud 28 77, Griezmann 37pen)

A invicta França registou o quarto triunfo em cinco jogos no Grupo A, apesar de ter sentido algumas dificuldades diante do Luxemburgo, que ficou sem o guarda-redes Anthony Moris logo aos 21 minutos, devido a lesão. O segundo golo de Olivier Giroud, a passe do estreante Benjamin Mendy, confirmou a vitória.

Suécia 4-0 Bielorrússia (Forsberg 19pen 49, Berg 57, Kiese Thelin 78)

Emil Forsberg apu o seu primeiro bis pela Suécia, que venceu tranquilamente na Friends Arena. O médio do Leipzig converteu uma grande penalidade e depois rematou por entre as pernas de Andrei Gorbunov. Marcus Berg antecipou-se de cabeça ao guarda-redes para fazer o terceiro, cabendo ao suple Isaac Kiese Thelin fazer o 4-0 final.

Grupo B

Andorra 0-0 Ilhas Faroé

Em Andorra la Vella, os anfitriões encerraram uma série de 58 derrotas consecutivas em jogos oficiais, frente a uma selecção das Ilhas Faroé que jogou os últimos 16 minutos com menos um jogador, devido à expulsão de Jóan Edmundsson. Hallur Hansson desperdiçou uma boa ocasião para os visitantes, à beira do fim, e assim Andorra somou o primeiro ponto numa fase de qualificação desde Setembro de 2005.

Portugal 3-0 Hungria (André Silva 32, Ronaldo 36 65)

O campeão europeu ganhou e mantém a pressão sobre a líder Suíça. Leia aqui a crónica do jogo.

Suíça 1-0 Letónia (Drmic 66)

O cabeceamento de Josip Drmic quebrou a resistência da Letónia e manteve o registo 100 por cento vitorioso da Suíça. O avançado do Mönchengladbach, na sua primeira internacionalização desde Novembro de 2015, estava em campo há menos de dois minutos quando saltou mais alto junto ao segundo poste para concluir o cruzamento de Admir Mehmedi.

Grupo H

Bélgica 1-1 Grécia (R. Lukaku 89; Mitroglou 46)

O tento tardio de Romelu Lukaku resgatou um ponto que mantém a Bélgino topo, com dois de vantagem sobre a Grécia. Os anfitriões foram apanhados desprevenidos logo aos 30 segundos da segunda parte, quando Kostas Mitroglou rompeu pela defesa belga e atirou a contar. Panagiotis Tachtsidis viu o segundo cartão amarelo aos 65 minutos mas a Grécia aguentou firme. Isto até o avançado do Everton, em óptima forma, receber de costas para a baliza, virar e rematar para o empate. Em tempo de compensação, nova expulsão para a Grécia, com a de Giorgos Tzavellas.

Bósnia e Herzegovina 5-0 Gibraltar (Ibišević 4 43, Vršajević 52, Višća 56, Bičakčić 90+4)

Golos a abrir e fechar a primeira parte, apontados por Vedad Ibišević, lançaram a equipa da casa, privada do castigado Edin Džeko, rumo a uma goleada em Zenica. Dois golos a abrir o segundo tempo sentenciaram a partida, com Ermin Bičakčić a fechar as contas perto do fim.

Chipre 0-0 Estónia

As duas equipas acertaram nos ferros da baliza em Nicosia. Primeiro os visitantes, na primeira parte, através de Sergei Zenjov, e depois os anfitriões, a nove minutos do fim, por intermédio de Dimitris Christofi. O Chipre, que teve 61 por cento de posse de bola, não conseguiu aproveitar um lance em que Christofi, por duas vezes, testou a atenção de Mihkel Aksalu.