Gianluigi Buffon disputa jogo 1000 na carreira

Após o jogo 1000 de Gianluigi Buffon como futebolista profissional, no confronto da Itália diante da Albânia, na Qualificação Europeia, olhamos para as noites mais marcantes do guarda-redes.

©Getty Images

O jogo do Grupo da Qualificação Europeia para o Campeonato do Mundo da FIFA de 2018 frente à Albânia, na sexta-feira, foi duplamente especial para Gianluigi Buffon: não só o guarda-redes fixou um novo recorde europeu, ao somar a sua 168ª internacionalização, como disputou o jogo 1000 como futebolista profissional.

"Será certamente uma enorme honra", disse o atleta na conferência de imprensa antes do jogo, na quinta-feira. "A única coisa que posso dizer com certeza é que não irei disputar mais 1000 jogos."

Até à data, o guardião de 39 anos disputou 612 jogos pela Juventus no conjunto de todas as competições (conquistando sete "scudettos", duas Taças de Itália e cinco SuperTaças italianas), 220 pelo Parma (conquistando uma Taça de Itália, uma SuperTaça italiana e uma Taça UEFA) e 168 por Itália (conquistando o Campeonato do Mundo da FIFA de 2006): 612 + 220 + 168 = 999. O único outro jogador italiano a ter atingido os quatro dígitos de jogos disputados foi Paolo Maldini, lenda do Milan.

Para assinalar a chegada de Buffon ao seu jogo 1000, o UEFA.com recorda encontros dos seus jogos mais marcantes.

Parma 0-0 AC Milan
Serie A, 19 de Novembro de 1995
"Quando ele começou a treinar connosco eu mal queria acreditar no que estava a ver," recorda Nevio Scala, antigo treinador do Parma, sobre Buffon. "Tive de perguntar aos outros elementos da minha equipa técnica se estavam a ver o mesmo que eu." Buffon estreou-se como profissional pelos "gialloblù" neste jogo, com apenas 17 anos, mantendo as suas redes imaculadas com uma série de impressionantes defesas a negar o golo a Roberto Baggio e George Weah.

Rússia 1-1 Itália
"Play-off" do Campeonato do Mundo da FIFA, 29 de Outubro de 1997
A estreia de Buffon pela selecção principal de Itália foi espectacular. Lançado em campo, com apenas 19 anos, para substituir o lesionado Gianluca Pagliuca aos 31 minutos da primeira mão do embate do "play-off" de qualificação para o Mundial'98 da "squadra azzurra" com a Rússia, numa noite de neve em Moscovo, Buffon realizou logo depois uma defesa fantástica para negar o golo a Dmitri Alenichev. Só não foi capaz de impedir que Fabio Cannavaro fizesse um autogolo...

Buffon celebra a conquista do Campeonato do Mundo
Buffon celebra a conquista do Campeonato do Mundo©Getty Images

Itália 1-1 França (após prolongamento, Itália vence 5-3 no desempate por penalties)
Final do Campeonato do Mundo da FIFA, 9 de Julho de 2006
Buffon sofreu apenas dois golos – um autogolo de Cristian Zaccardo e um penalty – na caminhada de Itália rumo ao título mundial na Alemanha, mantendo a sua selecção na luta pela vitória na final com uma defesa soberba a cabeceamento de Zinédine Zidane já no prolongamento. Não defendeu qualquer grande penalidade no desempate por penalties, mas David Trezeguet acertou na trave para a França e a Itália não falhou, garantindo a Buffon a conquista do maior troféu da sua carreira.

Dinamarca 2-2 Itália
Qualificação para o Campeonato do Mundo da FIFA, 11 de Outubro de 2013
Buffon foi batido por duas vezes no jogo em que quebrou o recorde de Fabio Cannavaro ao somar a sua 137ª internacionalização. "É um feito importante," reconheceu Buffon. "Mas não vai ser o meu último. Poder representar o meu país é algo de fantástico para mim, é a expressão mais bela do nosso futebol."

Buffon festeja o triunfo por 4-1 no terreno do Torino
Buffon festeja o triunfo por 4-1 no terreno do Torino©AFP/Getty Images

Torino 1-4 Juventus
Serie A, 20 de Março de 2016
Durante este "derby", Buffon bateu o recorde de Sebastiano Rossi de 929 minutos consecutivos sem sofrer golos na Serie A, fixado pelo antigo guardião do Milan em 1993/94. Elevou o recorde até aos 973 minutos, momento em que viu um penalty de Andrea Belotti fazer parar a cotagem. Duas vezes derrotado em finais da UEFA Champions League pela Juventus (frente ao Milan em 2003 e frente ao Barcelona em 2015), é e continuará a ser o rei dos guarda-redes italianos.

Buffon em números
Juventus
612 jogos
479 golos sofridos
UEFA Champions League (incluindo pré-eliminatórias): 101 jogos, 95 golos sofridos
UEFA Europa League: 9 jogos, 5 golos sofridos
Serie A: 446 jogos, 338 golos sofridos
SuperTaça de Itália: 7 jogos, 7 golos sofridos
Taça de Itália: 12 jogos, 13 golos sofridos
Serie B: 37 jogos, 21 golos sofridos

Parma
220 jogos
208 golos sofridos
UEFA Champions League: 10 jogos, 8 golos sofridos
UEFA Cup: 26 jogos, 25 golos sofridos
Serie A: 169 jogos, 162 golos sofridos
SuperTaça de Itália: 1 jogo, 1 golo sofrido
Taça de Itália: 14 jogos, 12 golos sofridos

Itália
167 jogos
112 golos sofridos
57 jogos sem sofrer golos (34%)

©Getty Images