Campanha de qualificação de Portugal até ao momento

Portugal iniciou o Grupo B da Qualificação Europeia para o Mundial 2018 com nota negativa, mas a boa reacção que se seguiu, aliada ao aparecimento de novos talentos, abrem boas perspectivas.

©AFP/Getty Images

Ainda a viver a euforia da inesquecível conquista do UEFA EURO 2016, Portugal iniciou a sua campanha no Grupo B da Qualificação Europeia para o Campeonato do Mundo de 2018 da FIFA com uma derrota.

Contudo, a boa reacção e os bons resultados alcançados nos jogos seguintes, aliados ao aparecimento em bom plano na selecção principal de novos jovens talentos em plena afirmação, levam a que poucos duvidem que Portugal vai acabar mesmo por garantir o seu lugar na Rússia. Analisamos, jogo a jogo, a fase de qualificação lusa até ao momento e perspectivamos o que se segue, com o retomar da acção marcado para finais de Março.

Suíça 2-0 Portugal
Suíça 2-0 Portugal


Suíça 2-0 Portugal (Embolo 24, Mehmedi 30), 6 de Setembro de 2016

Privado do contributo do seu capitão, Cristiano Ronaldo, ainda a recuperar da lesão sofrida na final do EURO, Portugal viu-se batido por 2-0 no terreno daquela que é, provavelmente, a sua principal rival rumo ao apuramento. Dois golos no espaço de cinco minutos a meio da primeira parte ditaram a derrota de uma pouco inspirada selecção portuguesa que, apesar de ainda ter enviado uma bola à trave no segundo tempo, num cabeceamento de Nani, foi incapaz de dar a volta aos acontecimentos. “Houve deslumbramento e fomos pouco pragmáticos”, reconheceu Fernando Santos.

Portugal 6-0 Andorra
Portugal 6-0 Andorra

Portugal 6-0 Andorra (Ronaldo 2, 4, 47, 68, João Cancelo 44, André Silva 86), 8 de Dezembro de 2016
Cristiano Ronaldo regressou à equipa e precisou de apenas quatro minutos para bisar, num jogo em que acabou por, pela primeira vez na sua carreira, marcar quatro golos num só jogo por Portugal. Frente à modesta selecção de Andorra, os campeões europeus entraram apostados em redimir-se do desaire inaugural, aproveitaram para se reencontrar com as boas exibições e somaram com facilidade os seus primeiros três pontos no grupo, num jogo que serviu ainda para mostrar a qualidade dos novos talentos que Fernando Santos tem à sua disposição. João Cancelo marcou o seu segundo golo em duas internacionalizações, André Silva estrou-se a marcar por Portugal e Gelson Martins teve  a sua primeira internacionalização. “Estamos de parabéns, agora é continuar este caminho”, apontou Ronaldo.

Ilhas Faroé 0-6 Portugal (André Silva 12, 22, 37, Ronaldo 65, João Moutinho 90+1, João Cancelo 90+3), 10 de Outubro de 2016
Quatro dias depois, nova goleada pelo mesmo resultado, desta feita fora de portas, frente a um adversário que já tinha empatado com a Hungria, num jogo em que Ronaldo também marcou, mas em que os jovens voltaram a estar em destaque. André Silva assinou um “hat-trick” nos primeiros 37 minutos, colocando Portugal a vencer por 3-0 ao intervalo. João Cancelo também voltou a marcar – o seu terceiro golo em três internacionalizações – e Gelson Martins saltou do banco a tempo de fazer a assistência para os dois últimos golos. Portugal subia assim ao segundo lugar do Grupo B. “As questões individuais têm que ver com trabalho de equipa. E quando assim é os mais jovens podem crescer”, explicou Fernando Santos.

Ilhas Faroé 0-6 Portugal
Ilhas Faroé 0-6 Portugal

Portugal 4-1 Letónia (Ronaldo 28 (P), 85, William Carvalho 70, Bruno Alves 90+2; Zjuzins 67), 13 de Novembro de 2016
No último jogo de um ano de 2016 memorável para a selecção portuguesa, a terceira vitória consecutiva na Qualificação Europeia para o Mundial 2018, ainda que mais difícil do que as duas anteriores. A Letónia conseguiu fazer o 1-1 a meio do segundo tempo, mas William Carvalho, com o seu primeiro golo por Portugal, depressa recolocou os campeões europeus na frente, num jogo em que Ronaldo bisou – e ainda falhou um penalty –, passando a ser quarto na lista dos melhores marcadores de sempre das selecções europeias. Contudo, a Suíça manteve o seu registo 100 por cento vitorioso e Portugal terminou mesmo o ano no segundo lugar do Grupo B.

Portugal 4-1 Letónia
Portugal 4-1 Letónia

O que se segue?
Numa Qualificação Europeia em que apenas o primeiro classificado de cada grupo garante o apuramento directo, a derrota a abrir na Suíça pode acabar por custar caro a Portugal, uma vez que os helvéticos, com maiores ou menores dificuldades, venceram os seus quatro jogos até agora. Mas o facto é que Portugal continua a depender apenas de si.

Segue-se um importante embate com a Hungria, com quem Portugal empatou no EURO. Se der seguimento aos bons resultados somados após o desaire da primeira jornada e conseguir depois, pelo menos, devolver o resultado de 2-0 quando, na última jornada, a Suíça visitar terras portuguesas, o apuramento directo para a Rússia é certo. Pelo meio, uma boa prestação na Taça das Confederações da FIFA, no Verão, poderá servir para motivar ainda mais os pupilos de Fernando Santos.