Antecessores de Southgate: dos Sub-21 à selecção principal

Gareth Southgate foi nomeado seleccionador de Inglaterra de forma permanente e o UEFA.com destaca outros dez treinadores recrutados às equipas de Sub-21.

Gareth Southgate orientou Inglaterra desde a saída de Sam Allardyce
Gareth Southgate orientou Inglaterra desde a saída de Sam Allardyce ©Getty Images

Gareth Southgate foi confirmado como o novo seleccionador de Inglaterra, depois de ter liderado a equipa nacional de sub-21 desde 2013. Julen Lopetegui, que assumiu este Verão o Comando de Espanha, está numa situação semelhante e já venceu os Europeus de sub-19 (2012) e de sub-21 (2013) ). O UEFA.com destaca outros dez seleccionadores que foram recrutados nos sub-21. 

O antigo seleccionador de França, Raymond Domenech
O antigo seleccionador de França, Raymond Domenech©Getty Images

França: Raymond Domenech
(Sub-21 1993-2004, selecção principal 2004-10)
Uma escolha algo controversa ao substituir Jacques Santini depois da decepcionante campanha no UEFA EURO 2004. A maior proeza de Domenech pode ter convencido Zinédine Zidane, Lilian Thuram e Claude Makélélé a regressarem à selecção e os franceses só foram batidos pela Itália na final do Campeonato do Mundo de 2006. As coisas complicaram-se depois para o excêntrico treinador, que viu os seus jogadores desiludirem no UEFA EURO 2008 e revoltaram-se contra si no Mundial de 2010.

Alemanha: Berti Vogts
(Sub-21 1979-1990, selecção principal 1990-98)
Vogts foi o primeiro seleccionador da Alemanha de sub-21, quando a equipa foi criada em 1979, acumulando o cargo com o de adjunto de Franz Beckenbauer na selecção sénior (1986-90), antes de torar seleccionador quando o antigo defesa-central se retirou. O seu maior sucesso foi o triunfo da Alemanha no EURO '96, embora também estivesse no comando da equipa quando da surpreendente derrota com a Dinamarca na final da edição de 1992.

Veja os melhores golos do EURO '96
Veja os melhores golos do EURO '96

Portugal: Carlos Queiroz
(Sub-21 1989-91, selecção principal 1991-93 e 2008-10)
O treinador nascido em Moçambique orientou a geração de ouro (Paulo Sousa, Fernando Couto, João Vieira Pinto, Luís Figo e Rui Costa) nas selecções de sub-16, sub-18 e Sub-20, mas não conseguiu levar Portugal a uma fase final. Depois de um período como adjunto de Alex Ferguson no Manchester United, Queiroz teve mais sucesso na segunda passagem pela selecção, tendo atingido os oitavos-de-final do Campeonato do Mundo de 2016.

Andy Roxburgh como director-técnico da UEFA
Andy Roxburgh como director-técnico da UEFA©UEFA.com

Escócia: Andy Roxburgh
(Sub-21 1975-86, selecção principal 1986-93)

Antes de ser director-técnico da UEFA, Roxburgh dirigiu várias selecções dos escalões jovens da Escócia até que em 1986 substituiu Alex Ferguson, que tinha sido nomeado provisoriamente para o cargo depois da morte de Jock Stein. Comandou a sua selecção durante sete anos, liderando a Escócia no Campeonato do Mundo de 1990 e, dois anos mais tarde, no Campeonato da Europa na Suécia.

Turquia: Fatih Terim
(Sub-21 1990-93, selecção principal 1993-96, 2005-09 e 2013-até à actualidade)
Treinador dos sub-21 e, durante algum tempo, adjunto de Sepp Piontek, Fatih Terim assumiu o cargo de seleccionador depois da renúncia do alemão, prometendo "uma equipa com espírito de luta e vencedora". Cumpriu a promessa no EURO '96 com jogadores como Hakan Şükür, Bülent Korkmaz, Alpay Özalan, Tugay Kerimoğlu, Abdullah Ercan e Arif Erdem, que tinham sido todos seus jogadores nos sub-21.

Outros casos
Croácia: Slaven Bilić 
(Sub-21 2004-06, selecção principal 2006-12) 
 

Itália: Azeglio Vicini 
(Sub-21 1977-86, selecção principal 1986-91) 

República Checa: Karel Brückner 
(Sub-21 1987-88, 1988-2001, selecção principal 2001-08) 

Suécia: Tommy Söderberg 
(Sub-21 1994-97, 2004-13, selecção principal 1998-2004)

Suíça: Jakob Kuhn 
(Sub-21 1998-2001, selecção principal 2001-08)