SSI Err
O "site" oficial do futebol europeu

Eleitos para a Equipa de 2012 comentam ano brilhante

Publicado: Quarta-feira, 16 de Janeiro de 2013, 14.00CET
"Podemos sempre melhorar em todos os capítulos", afirmou o português Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, um dos eleitos para a Equipa do Ano de 2012 dos utilizadores do UEFA.com.

O conteúdo é transmitido de forma a que seja protegido e apenas disponível no formato flash. O seu aparelho não parece ser compatível com o leitor vídeo de flash.

 
Publicado: Quarta-feira, 16 de Janeiro de 2013, 14.00CET

Eleitos para a Equipa de 2012 comentam ano brilhante

"Podemos sempre melhorar em todos os capítulos", afirmou o português Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, um dos eleitos para a Equipa do Ano de 2012 dos utilizadores do UEFA.com.

Cinco futebolistas que ajudaram a Espanha a conquistar o UEFA EURO 2012 fazem parte da Equipa do Ano de 2012 dos Utilizadores do UEFA.com, para a qual foram registados mais de 5,3 milhões de votos. O "onze" eleito no 4-4-2 privilegiado pelos nossos utilizadores fala ao UEFA.com sobre os êxitos alcançados em 2012.

Guarda-redes: Iker Casillas (Real Madrid CF)
Nos últimos anos conseguimos sagrar-nos campeões da Europa e do Mundo e as pessoas exigem que exigem que continuemos na senda do sucesso. Mas essas pessoas não se podem esquecer que nada disto foi fácil de alcançar. Há outras selecções nacionais que estão a mudar e a desenvolver as respectivas equipas. Há que levar em conta esse aspecto. Ainda assim, felizmente, acredito que ainda temos capacidade para continuar no topo por muitos mais anos.

Defesa: Sergio Ramos (Real Madrid CF)
Sabemos o que está em jogo. E, se deixamos uma boa impressão a nível individual, é porque o colectivo funciona. Assim, temos de estar satisfeitos com a nossa prestação defensiva no seu todo. Não só comigo e com o Piqué, mas também com os laterais e com o trabalho realizado por todos os nossos colegas, que dão tudo em campo.

Defesa: Gerard Piqué (FC Barcelona)
Há muitas coisas que se passam nos bastidores e que as pessoas não vêem. As pessoas apenas vêm o produto final, apenas o que acontece no estádio, mas por detrás disso está muito trabalho, suor e sacrifício. A vontade de ganhar é muita e o resultado final é o que as pessoas vêem, mas por detrás disso há muito trabalho.

Defesa: Philipp Lahm (FC Bayern München)
Sei que sou capaz de jogar ao mais alto nível em qualquer dos flancos. Já mostrei que sou capaz de actuar de um lado ou de outro do terreno, seja pelo Bayern ou pela selecção. Provei que posso mudar da esquerda para a direita de um jogo para o outro, e vice-versa. É ao treinador que cabe decidir onde jogo.

Defesa: Thiago Silva (Paris Saint-Germain FC)
Tento sempre fazer a coisa mais simples e garantir segurança à minha equipa, pois não faz sentido um defesa-central avançar no terreno só porque quer marcar um golo. A minha função não é essa, é defender. Espero que, com o passar dos anos, consiga manter a minha boa forma e a mesma consistência, para poder continuar a receber distinções como esta.

Médio: Andrés Iniesta (FC Barcelona)
Estou muito feliz e orgulhoso por ter conquistado essa "tripla". Dois Campeonatos da Europa e um Mundial, algo que nunca antes havia sido alcançado, trata-se de um feito histórico. No futebol de hoje é extremamente difícil atingir o topo e ficar por lá, mas vamos dar tudo para continuar a chegar às finais.

Médio: Xavi Hernández (FC Barcelona)
Estou muito orgulhoso. É uma grande honra ser eleito para fazer parte desta equipa composta por tão grandes jogadores de nível europeu e mundial. Quero continuar a dar o meu melhor, de forma a continuar a ganhar e a alcançar grandes êxitos com o meu clube e a selecção espanhola. Estou a viver um grande momento no mundo do futebol e quero prolongá-lo o mais possível.

Médio: Andrea Pirlo (Juventus)
Bom, é preciso saber fazer-se um pouco de tudo. É preciso saber defender, atacar, para onde direccionar o jogo, como conquistar a bola e marcar golos, um pouco de cada coisa. Tento, simplesmente, dar o meu melhor nos treinos de forma a estar bem fisicamente nos jogos. Quanto mais velhos ficamos, mais importante se torna treinar bem e prestar atenção a todos os detalhes, para que nos passamos manter na nossa melhor forma o mais que pudermos.

Médio: Mesut Özil (Real Madrid CF)
Vivo em Madrid e sinto um grande apoio por parte da minha equipa. O treinador tem confiança em mim e, dessa força, posso explanar todo o meu potencial em campo. No que diz respeito à selecção nacional, tenho também total confiança por parte do treinador e sei que os meus colegas estão lá para me ajudar. Gosto muito de jogar pela selecção e sinto um grande orgulho em representar a Alemanha.

Avançado: Lionel Messi (FC Barcelona)
Todos os anos tento desenvolver-me ainda mais e tornar-me melhor jogador. Tive a felicidade de marcar muitos golos, mas, como costumo sempre dizer, o meu objectivo não passa por elevar o meu número de golos ano após ano. O meu verdadeiro objectivo é conquistar troféus e é isso que tenciono continuar a fazer.

Avançado: Cristiano Ronaldo (Real Madrid CF)
Sinto sempre uma grande responsabilidade, mas não pressão. Podemos sempre melhorar em todos os capítulos. Não vou destacar apenas um aspecto, porque acredito que o mais importante é sempre fazer o nosso melhor e trabalhar o mais possível.

Última actualização: 22-01-13 13.12CET

Informação relacionada

Perfis dos jogadores
Perfis das equipas

http://pt.uefa.com/community/news/newsid=1910831.html#eleitos+para+equipa+2012+comentam+brilhante

  • © 1998-2014 UEFA . Todos os direitos reservados.
  • A palavra UEFA, o logótipo da UEFA e todas as marcas relativas às competições da UEFA estão protegidas por marcas registadas e/ou direitos de autor da UEFA. As referidas marcas registadas não podem ser utilizadas para qualquer fim comercial. A utilização do UEFA.com implica o seu acordo com os Termos e Condições, e com a Política de Privacidade.