SSI Err
O "site" oficial do futebol europeu

Equipa do Ano em 2002

Publicado: Terça-feira, 11 de Janeiro de 2011, 11.47CET
Na segunda eleição para a Equipa do ano dos utilizadores do UEFA.com, em 2002, foram seleccionados jogadores de nove diferentes nacionalidades.

rate galleryrate photo
1/0
counter
  • loading...
 
Publicado: Terça-feira, 11 de Janeiro de 2011, 11.47CET

Equipa do Ano em 2002

Na segunda eleição para a Equipa do ano dos utilizadores do UEFA.com, em 2002, foram seleccionados jogadores de nove diferentes nacionalidades.

Os utilizadores do UEFA.com olharam para a Europa de ponta a ponta para a segunda eleição da Equipa do Ano, em 2002, composta por futebolistas de nove diferentes nacionalidades.

Depois de, no curto espaço de seis semanas, ter conquistado a UEFA Champions League e o Campeonato do Mundo, Roberto Carlos coroou o ano com nova distinção, ao receber mais de metade dos votos para o lugar de lateral-esquerdo. O colega de equipa Zinédine Zidane viu-se alvo de igual popularidade na eleição para a posição de médio-ofensivo, numa Equipa do Ano onde apenas ele e o compatriota Thierry Henry, do Arsenal FC, repetiam a presença do ano transacto.

Mudança foi, então, a palavra de ordem, uma espécie de reflexo das alterações por que passava o futebol europeu. As excelentes exibições da Turquia no Mundial desse ano, que a levaram ao terceiro lugar final, valeram a eleição para a Equipa do Ano do guarda-redes Rüstu Reçber e do treinador Senol Günes. Estes tiveram, ainda assim, concorrência apertada por parte dos homólogos alemães Oliver Kahn e Rudi Völler, finalistas vencidos no Campeonato do Mundo da Coreia/Japão.

Essa selecção alemã acabou por ficar representada na Equipa do Ano pelo jogador cuja ausência na final do Mundial, devido a castigo, poderá ter sido determinante no desfecho da atribuição do título: Michael Ballack. Ballack que também não tinha tido o resultado desejado no seu último jogo com a camisola do Bayer 04 Leverkusen antes de rumar ao FC Bayern München, derrotado na final da UEFA Champions League, num encontro para sempre recordado pelo extraordinário golo de Zidane.

Outros jogadores que brilharam no Campeonato do Mundo e que viram, igualmente, as suas exibições recompensadas foram o extremo irlandês Damien Duff e o brasileiro Ronaldo que, com oito golos na fase final do Mundial, conquistou a Bota de Ouro da prova. O sucesso a nível interno revelou-se, também, importante na eleição da Equipa do Ano, dada a presença de jogadores que não participaram no Mundial, entre eles Clarence Seedorf e Alessandro Nesta, do AC Milan, e Carlos Puyol, do FC Barcelona.

Um nome então ainda menos habituado a estas andanças que colocou o seu nome entre os eleitos para a Equipa do Ano de 2002 foi o defesa romeno Cristian Chivu, na altura jogador do AFC Ajax, cujo determinante papel na conquista da "dobradinha" por parte da formação holandesa lhe permitiu afirmar-se como um dos mais talentosos jovens defesas do futebol europeu.

Equipa do Ano de 2002 para os utilizadores do UEFA.com
GR: Rüstu Reçber (Fenerbahçe SK e Turquia)
LD: Carles Puyol (FC Barcelona e Espanha)
DC: Alessandro Nesta (AC Milan e Itália)
DC: Cristian Chivu (AFC Ajax e Roménia)
LE: Roberto Carlos (Real Madrid CF e Brasil)
MD: Clarence Seedorf (FC Internazionale Milano/AC Milan e Holanda)
MC: Michael Ballack (Bayer 04 Leverkusen/FC Bayern München e Alemanha)
MO: Zinédine Zidane (Real Madrid CF e França)
ME: Damien Duff (Blackburn Rovers FC e República da Irlanda)
AV: Thierry Henry (Arsenal FC e França)
AV: Ronaldo (Real Madrid CF e Brasil)

Treinador: Senol Günes (Turquia)

A equipa do Ano de 2011 para os utilizadores do UEFA.com será revelada quarta-feira, 18 de Janeiro

Última actualização: 07-12-13 6.50CET

http://pt.uefa.com/community/news/newsid=1585281.html#equipa+ano+2002

  • © 1998-2014 UEFA . Todos os direitos reservados.
  • A palavra UEFA, o logótipo da UEFA e todas as marcas relativas às competições da UEFA estão protegidas por marcas registadas e/ou direitos de autor da UEFA. As referidas marcas registadas não podem ser utilizadas para qualquer fim comercial. A utilização do UEFA.com implica o seu acordo com os Termos e Condições, e com a Política de Privacidade.